Isolamento acústico traz sossego aos moradores

Isolamento acústico traz sossego aos moradores

A prefeitura resolveu começar a obra na frente do seu condomínio, tem festa na casa ao lado do seu prédio ou o movimento do trânsito não permite que você durma com tranquilidade. Situações como essas envolvem muito barulho e, além de prejudicar o sossego, podem afetar a saúde dos moradores.

Nos edifícios, a composição e a espessura dos materiais são fatores significativos para a determinação do desempenho acústico de paredes, lajes, janelas e portas. Uma solução moderna encontrada por alguns condomínios, os vidros antirruídos, promete harmonizar os ambientes tornando-os, além de mais silenciosos, mais frescos.

Segundo Vitor Litwinczik, diretor da Anima Acústica, empresa especializada em tecnologias e projetos acústicos para edificações, esses vidros podem ser de duas formas: laminados acústicos ou duplos, conhecidos como insulados. A dupla camada tem a função de evitar que a vibração de uma das camadas, provocada pelo barulho da rua, se propague para a outra, diminuindo assim o ruído para dentro da residência. Segundo o engenheiro, a atenuação do barulho proporcionada por esse tipo de janela varia muito de acordo com sua composição. “As janelas mais comuns no mercado proporcionam uma redução sonora significativa, porém não se deve esperar um isolamento total. Algum ruído sempre será ouvido, seja pela limitação do desempenho da janela, por problemas de instalação ou imperfeições nas construções”, explica Vitor.

O especialista esclarece que os barulhos mais comuns do dia a dia tendem a ser bastante reduzidos. “Ruídos acima do normal, como por exemplo, caminhões de lixo, motos com escapamento aberto, cachorros, entre outros, serão ouvidos bem mais baixos, como se estivessem mais distantes do que realmente estão. Em geral a solução é boa e agrada muito a quem usa”, relata.

Segundo o engenheiro Litwinczik qualquer prédio pode ter os vidros antirruídos. Em prédios antigos, a janela pode ser totalmente substituída por uma nova similar ou, como tem ocorrido em muitos casos, pode ser aplicado um sistema de janela instalada por dentro do apartamento, sem alterar a fachada e garantido o desempenho acústico. Para o especialista, o ideal é ter uma esquadria igualmente apropriada para a acústica. “Não adianta muito ter um vidro laminado e uma esquadria simples, mal vedada. O barulho passará pelas frestas e pela própria esquadria”. Segundo ele, as esquadrias acústicas são mais robustas e possuem preenchimento interno, ou seja, sistemas de vedação apropriados para garantir o desempenho da janela.

Ana Maria Duarte, síndica do edifício Solar da Bocaiuva e arquiteta, avalia que a substituição vale a pena ser feita em casos que o conforto dos moradores é prejudicado. “Tudo que puder trazer mais qualidade de vida para os habitantes é interessante, pois não tem preço que pague uma noite bem dormida”, declara a síndica. Ela relata que em seu condomínio alguns apartamentos já começaram a substituir os vidros comuns pelos antirruídos e o resultado tem sido aprovado.

Fonte: Portal do Condomínio – Matéria escrita originalmente em 23 de abril de 2017


Produzido por : Base Software